25 de setembro de 2005

Coração na Boca

Adoro cortinas que se abrem. Adoro o silêncio antes do grito. Adoro o infinito de um momento rápido, o instrumento gasto, o ator aflito, o coração na boca antes da palavra louca que eu não digo.

(Da Zélia. Ela explica.)

4 comentários:

J.F. de Souza disse...

Tem alguém em casa?

.lucas guedes disse...

olá, visite meu blog.

brincadeira.

eu já disse que não comento em seu blog pq ele é deveras pessoal e às vezes acho intromissão demais.

mas nesse você pegou leve, então cá estou.

a música é linda.

.

Rayanne disse...

Ufa.

Voltou.

Fiquei com o coração na boca.

**E estrelas**

Espírito Livre disse...

E tudo é tão melhor antes. Pq o depois nem sempre é do jeito que a gente quer.

Beijo!