22 de julho de 2009

Longe de outros

teus olhos me falam sobre
o mar. além da cor azul
que acinzenta-se,
a tendência afogar
quando há entrega e
outro corpo torna-se teu:
acariciar tão leve na distância
- gotículas ao vento procurando pele
para invadir até ser
o último suspiro.

7 comentários:

André Lasak disse...

Ótimo retorno, cara Lubi!

Ótimo retorno!

BEIJÃO!

Katrina disse...

O melhor é sempre o último suspiro

Artemis disse...

A gente se sente vivo, quando te lê...

Nadja Reis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
geo. disse...

é tão bom tirar um dia e visitar esse cantinho que já é tão meu.
não canso de elogiar, e assim vai ser por muito tempo.

beijo lubi
saudade

gil disse...

Como processo natural,
contra o quase-nada,
o descanso inútil,
o desistir.

Eu gostei, Lai.
Beijo.

.leticia santinon disse...

Há quem diga que meus olhos são azuis e que às vezes ficam cinza, eu defendo que são verde.
Portanto, direi sem ironia: me identifiquei.

hehe