31 de agosto de 2009

Elixir da Longa vida

ganho tempo com a poesia.

5 comentários:

André Lasak disse...

Você está na minha lista do Blog Day. Vá conferir no Quimera Ufana. :D

Beijão!

.Marrí Franco. disse...

poesia tem cheiro de manh㺺º

Rayanne disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rayanne disse...

Minha flor, meu amor, minha menina...

As palavras às vezes diminuem
Mas os sentimentos florescem maiores.
Como quando a poda das árvores
Diminui os galhos
E privilegia flores e frutos.

O de dentro vai fervente
Como o sempre das horas,
Mas sigo sabores doces,
Provando a vida como se fosse nova.

Saudade,
Mas essa companheira é constante,
E eu conheço cada detalhe
Nos recatos da ausência.

As tuas letras
Espoucando azuis e bordôs me falam de ti,
E como está bela
E luminosa
Como deveria ser.

Essa irmandade que a poesia
nos trouxe
Essa proximidade que a alma nos dá.

Um brinde aos corações na boca,
às flores da pele,
E ao que virá!

Amo, sempre.

**Estrelas derramam**

Joana Masen disse...

Para mim, não há outra forma de ganhar tempo que não a poesia. Suas palavras são lindas, parabéns.