3 de setembro de 2009

agora
o alívio dizer

finalmente e apenas
porque há dias e nesses
silêncio de bocas & mãos.

os quilômetros
entre nós
mentem-se infinito.

engana-nos
pergunto
- questão principal.

é nadar contra a maré
modernidade
da obrigação estar
sempre sempre estar
mesmo quando não,

nosso silêncio

há necessidade em
contra-
dizer-nos
no que não é sobre
compreensão
no que não é sobre dois
apenas dois: nós.

7 comentários:

Ácido Poético disse...

Silêncios...

Beijos saudosos
Bruno
http://acidopoetico.wordpress.com

Stephanie disse...

eu tenho sabido muito bem d'

os quilômetros
entre nós
mentem-se infinito.

ai,ai.

e no fim das contas é assim mesmo querida, a compreensão do que se dá entre dois é apenas pra quem ata esse nós.

beijos & amor

Sagá disse...

há necessidade em
contra-
dizer-nos
no que não é sobre
compreensão


isso faz todo sentido do mundo pra mim agora.

Bruno disse...

No fim das contas, arrastar pra perto
é o que a gente quer.

geo. disse...

caramba! to me sentindo em deficit com você que não há dinheiro que pague. até porque, não falamos de dinheiro por aqui, e sim de amizade, né?

ai lubi, ando tanto de lá pra cá que não estou dando devida atenção a essas coisas bonitas e quando leio, olha quer saber? quando volto e leio é melhor. porque ai revive em mim muita coisa esquecida. coisas boas. claro!

saudade, menina.
prometo ser mais presente.

beijos, beijos

Késia Maximiano disse...

nosso silêncio


Há momento em q ele grita, sabia?

Beijão

Ana disse...

Tão eu isso.