7 de outubro de 2009

mãe,

me acostumo rápido com nosso gosto bom. esqueço o passado. mas quando vem o choro é salgado como um mar inteiro. corta os lábios, impede a fala. me faz estátua.

6 comentários:

.leticia santinon disse...

prefiro as coisas singelas e verdadeiras.

Ana disse...

Delicadeza pura.

frutuoso disse...

Eu fico como vc diz no texto: COmo uma 'estátua' ao ler seus textos.

Vc com maior clareza consegue expor o mais lindo das palavras.

Sei lá Lu, vc é perfeita na hora de escrever. Tem um toque só seu que encanta!

Parabéns, menina!

.Marrí Franco. disse...

Mãe...






(sabe quando há somente sentimentos?)

Cristiano Contreiras disse...

Que belo blog, tão sensivel e interesante! além de belo...me define muito! vou te seguir, sem sombra de dúvidas.

A czarina das quinquilharias disse...

um pedacinho de perfeito.