7 de outubro de 2009

mãe,

me acostumo rápido com nosso gosto bom. esqueço o passado. mas quando vem o choro é salgado como um mar inteiro. corta os lábios, impede a fala. me faz estátua.

6 comentários:

.leticia santinon disse...

prefiro as coisas singelas e verdadeiras.

Ana disse...

Delicadeza pura.

Anônimo disse...

Eu fico como vc diz no texto: COmo uma 'estátua' ao ler seus textos.

Vc com maior clareza consegue expor o mais lindo das palavras.

Sei lá Lu, vc é perfeita na hora de escrever. Tem um toque só seu que encanta!

Parabéns, menina!

Anônimo disse...

Mãe...






(sabe quando há somente sentimentos?)

Cristiano Contreiras disse...

Que belo blog, tão sensivel e interesante! além de belo...me define muito! vou te seguir, sem sombra de dúvidas.

A czarina das quinquilharias disse...

um pedacinho de perfeito.