6 de janeiro de 2010

Meu último adeus



Dois poemas para Pedrita, que morreu em 04/01/2010 e me deixou um buraco no peito.

Petit Chat

teu amor me salva.

teus olhos bicolores
de pupilas dilatando e
mesmo quando o contrário
iluminando
a escuridão
típica da tristeza
a minha, sempre.


Pedrita

pedrita à noite
adivinha haver dores
mas não onde: massageia de
minhas costas até as pernas.

pedrita ainda não descobriu que
o que dói em mim é dentro.



Um dia, gatinha manhosa, eu prendo você no meu coração...

20 comentários:

Ana... disse...

Lubi tô me acabando de chorar.
Me acabando neste exato momento.

gostaria muito de escrever tão lindamente como vc e fazer uma homenagem ao meu gato o dylan.
Que desde o dia 28 desapareceu. Até o sábado dia 02 ainda tinha esperanças de encontra-lo. E até agora nada...ele nunca sumiu, nunca. Nunca dormiu uma noite fora.

E só entende quem tem, quem ama gato e sabe a prazer que é ter um.

E eu que não andava lá essas coisas, fiquei um nada depois do ocorrido.triste, triste, triste.

Pq para quem não tem nada, o pouco (quem muitos julgam ser, um gato, cachorro)esse pouco é o TUDO.

desculpe não dizer nenhuma palavra para confortar seu ♥, mas nem consigo escrever de tanto q choro.

clarice ge disse...

Lubi querida, o amor é dádiva que nos traz alegrias mas também nos faz sofrer...
Sinto por ti, conheço bem essa dor.
Um grande abraço, meu carinho e admiração estão sempre presentes mesmo que eu pareça ausente.

Nadja Reis disse...

Eu também estou passando a dor de uma perda...só que não é de uma pessoa,é de um sentimento...

=/

mas dor é sempre dor,não é?

Você continua escrevendo maravilhosamente bem,viu?




fica bem,

bjoss

Rayanne disse...

Minha flor, meu amor, minha menina...

Os animais são realmente anjos de quatro patas que vem nos assoprar e massagear a alma e as dores. Os olhos falam apenas amor, a linguagem simples e pura que conhecem. Acredito que quando se vão desta terra se unem aos nossos corações e continuam nos guardando, do alto das saudades. Porque a gente nunca esquece.
Quando apertar, fecha os olhos e escuta o ronronado quente acarinhando as tuas memórias. A vida é passagem, é a arte do reencontro.

AMo.

**Estrelas**

Artemis disse...

Vai doer profundamente, continuar a doer por um tempo, aquele limite da dor de que você falou num outro escrito. Vai incomodar por dias incontáveis, é verdade, e nada do que eu te diga vai mudar essa realidade. E vai restar a saudade, a lembrança de um amor incondicioal e desinteressado, de um afeto desprendido e bons momentos inesquecíveis.

Lembre-se dos olhos, do toque, da satisfação de tê-la por perto, mas deixe-se libertar da angústia pelo que não podemos mudar. Fique bem, querida.

Saudades imensas da senhorita.

.Marrí Franco. disse...

...........
.................
É difícil, mas eu quero, preciso escrever e marcar aqui a minha cumplicidade, a dor que senti....
...............
....................
.................
Meu coração agora perdeu o sangue, doeu, acinzentou..........


Toda partida deixa um vácuo
entre espaços arranhacéus
sempre estaremos perto
pois pelos tantos
e olhos felinos
sempre farão parte do que sou
e do que sinto.


um bj no coração lubi
fica na paz...

gil disse...

=(


Beijo, Lai.

J.F. de Souza disse...

Lubi lindaaaaaaaaaaaaaaaa... Nossa... Isso doeu agora... =(

Mas... De qqr forma... Concordo com que Rayanne disse. A vida é passagem. A arte do reencontro.

geo. disse...

sempre com a gente, pedrita!

adoro esse nome.

beijos lubi

Anônimo disse...

Que isso, adoro seu blog...Então sem agradecimentos.
Abraços!

Erika Fernanda disse...

Que isso, adoro seu blog...Então sem agradecimentos.
Abraços!

Sakana-san disse...

Poutz... Minha chefa estå com o gato de 15 anos intrnado. Está com problema renal e de fígado... Sinto muito pela sua perda.

Bruno disse...

Ai, esses bichinhos. Quase que eu pulei junto no buraco quando enterrei meu cachorro. Chorava de soluçar.

:(

Marisete Zanon disse...

Sinto essa sua dor que não pára de doer. Sei bem o que é isso.
Sinto também em vir em data tão triste.
Mas se te animar, confesso que amei o blog! Lindo! Tô seguindo...
esmaques pra ti!

La Fleur disse...

Ô, Lubi...
=(
Beijo com carinho.

- de quem, às vezes, ainda pula do sofá com cuidado pra não pisar na cadelinha que há quase um ano já não está mais lá.

Claris disse...

pets, avós e nenéns deveriam ser eternos.

Claris disse...

lubi, nao me deixa sem vc.

Xandy Britto disse...

Lindo, adorei o blog. Muito. Se puder...

http://xandybritto.blogspot.com

Bjokas,

XB

: A Letreira disse...

oi querida, saudades de passear por aqui... alguns bichanos fazem parte do nosso universo mágico, inesquecível e inimaginável.

camila disse...

e hj, que me amarguei (perdi minha mel), lendo isto aqui. que lindo é esse amor que a gente cria pelo que cria.