30 de agosto de 2010

inferno astral

percebi que meu blog sofre de inferno astral. e acredito. nesses cinco anos que se completarão em breve, é vir agosto e. um silêncio profundo. uma vontade de não escrever nunca mais. indefinição de sentimentos dentro.

saber que pessoas específicas me leem é invasão. eu não gosto.

escrevi poemas lindos antes do término. poemas que não quero que ninguém saiba.

é isso. por aqui, nada; enquanto do lado de fora a vida, muitas coisas acontecem.

3 comentários:

Naná disse...

É quando existem palavras,mas elas simplesmente não querem sair.

° Marrí disse...

Você é incrível com as palavras... e cruel quando não quer compartilhar comigo, com fulano, nem ciclano, a poesia extraida do mundo que é só seu, este ai, dentro do seu corpo, que é tão infinito quanto o meu.

Agosto não tem cheiro de poesia, eu costumo não sentir as palavras, o frio me toma inteira _ fico meio suspensa no ar seco.

Bruniuhhh disse...

é difícil não ler o q vc escreve.
é difícil