9 de novembro de 2010

sobre cuidados

calo meu cuidado pelos gestos. aprendi a ser assim. falar apenas sobre o necessário. antes de uma freada brusca, por minha mão direita no seu peito, mesmo quando está com cinto. é o meu proteger-te, meu amor. é a minha maneira.

2 comentários:

meuparedro disse...

Dilemão, esse. Eu driblo com um desajeitamento tremendo.

Beijo, Lai.

Rayanne disse...

Linda, linda, linda. A suavidade acaba sendo a espada das guerreiras.
**Estrelas, minha flor minha menina!**